Investimentos em carteira - passivos - mensal - receita

Conceito: Investimentos em carteira é dividido em ativos e passivos.

Investimento em carteira ativos são definidos como transações e posições realizadas através de títulos de dívida ou de capital, distintos dos incluídos em investimento direto ou ativos de reserva. São registrados fluxos constituídos pela emissão de títulos de crédito comumente negociados em mercados secundários. Divide-se em dois instrumentos principais: ações e cotas em fundos e título de renda fixa.

Ações e cotas em fundos compreendem todos os instrumentos e registros que reconhecem, uma vez liquidados todos os direitos dos credores, os direitos frente ao valor residual da empresa. Os títulos de participação no capital englobam as ações negociadas ou não em bolsa e outros tipos de participação no capital.

Títulos de renda fixa são os instrumentos de dívida exigem pagamento de juros e/ou principal em algum momento futuro. Os instrumentos de dívida que sensibilizam essa conta são aqueles que podem ser negociados em mercados secundários. Os papéis com prazo de vencimento original inferior a um ano são considerados de curto prazo, e os com vencimento original superior a esse prazo, de longo prazo.

Investimento em carteira passivos são definidos como as transações e posições realizadas através de títulos de dívida ou de capital, distintos dos incluídos em investimento direto. São registrados fluxos constituídos pela emissão de títulos de crédito comumente negociados em mercados secundários de papéis. Divide-se em dois instrumentos principais: ações e cotas em fundos e título de renda fixa.

Ações e cotas em fundos compreendem todos os instrumentos e registros que reconhecem, uma vez liquidados todos os direitos dos credores, os direitos frente ao valor residual da empresa. Os títulos de participação no capital englobam as ações negociadas ou não em bolsa e outros tipos de participação no capital.

Títulos de renda fixa são os instrumentos de dívida são os que exigem o pagamento de juros e/ou principal em algum momento futuro. Os instrumentos de dívida que sensibilizam essa conta são aqueles que podem ser negociados em mercados secundários. Os papéis com prazo de vencimento original inferior a um ano são considerados de curto prazo e os com vencimento original superior a esse prazo, de longo prazo.

Fonte: Banco Central do Brasil – Departamento Econômico

Para mais informações sobre a série, clique no link abaixo:

https://www3.bcb.gov.br/sgspub/consultarmetadados/consultarMetadadosSeries.do?method=consultarMetadadosSeriesInternet&hdOidSerieSelecionada=22925

Dados e recursos

Informações Adicionais

Campo Valor
Fonte https://www3.bcb.gov.br/sgspub/consultarvalores/consultarValoresSeries.do?method=consultarGraficoPorId&hdOidSeriesSelecionadas=22925
Autor Banco Central do Brasil/Departamento Econômico
Mantenedor Banco Central do Brasil/Departamento Econômico
Última Atualização 25 de Junho de 2019, 14:54 (America/Sao_Paulo)
Criado 31 de Julho de 2017, 20:03 (America/Sao_Paulo)
Categoria VCGE

Economia [http://vocab.e.gov.br/2011/03/vcge#economia]

Início do período 01-01-1995
Periodicidade mensal
Referências

As séries históricas do balanço de pagamentos do Brasil estão disponíveis em http://www.bcb.gov.br/estatisticas/notasmetodologicas.

Informações do SGS

Campo Valor
Tipo da série Série temporal mensal
Unidade de medida Milhões de dólares americanos
Código SGS 22925